Imprensa‎ > ‎

Entrada da Telebrás aumenta concorrência no mercado de banda larga a R$ 35 no Brasil

postado em 14 de jul de 2011 20:12 por Abranet
 
Zero Hora, Economia | 11/07/2011 | 03h40min

A redução de preço deve diminuir o custo do acesso ao assinante de telefonia fixa

Tássia Kastner | tassia.kastner@zerohora.com.br

As concessionárias de telefonia iniciam o fornecimento de banda larga fixa ou móvel de 1 MB ­ a R$ 35 em outubro. Mas a grande mudança no preço ao consumidor só deverá vir com a ampliação no fornecimento de internet no atacado pela Telebrás.

A entrada da estatal no mercado de internet, aumentando a concorrência, deve ter implementação mais lenta porque depende da instalação de fibra óptica em regiões que hoje não têm o serviço.

— O Brasil tem cerca de 2,5 mil empresas que prestam serviços de banda larga ao consumidor final, mas a distribuição fica na mão de duas ou três concessionárias. Isso dificulta a concorrência e a queda nos preços — explica Eduardo Neger, presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet (Abranet).

O ritmo da implementação da banda larga a R$ 35 será ditado pelas próprias operadoras, que repassarão ao Ministério das Comunicações trimestralmente o plano de entrada nos municípios.

No Rio Grande do Sul, o serviço será fornecido pela Oi. O prazo final para atender toda a área de cobertura é junho de 2014.

A redução de preço, anunciada pelo Plano Nacional da Banda Larga (PNBL), deve diminuir o custo do acesso ao assinante de telefonia fixa até um limite de 15% da base de clientes em cada localidade.

Depois disso, as operadoras poderão optar pela entrega de internet móvel, desde que pelo mesmo preço, a clientes que não tiverem um telefone fixo ligado à sua conta.

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&newsID=a3383598.xml&channel=13&tipo=1&section=Geral
Comments